sexta-feira, abril 18, 2008

[REC]

(Espanha, 2007)



Sustos genuínos (eu digo genuínos mesmo! De pular da cadeira!) nesta eficiente e curta empreitada digital dos diretores Jaume Balagueró (A Sétima Vítima) e Paco Plaza (Roma Santa), “revivendo” os filmes de zumbis de acordo com a estética do vídeo caseiro, consagrada em A Bruxa de Blair e retomada recentemente em Cloverfield, Redacted e, principalmente, Diário dos Mortos, do mestre George Romero, só que concentrada em poucos espaços. No caso, no quartel do corpo de bombeiros e num prédio de apartamentos em Madri, palco dos momentos mais claustrofóbicos, para onde seguem a repórter Angela (Manuela Velasco) e o cinegrafista Pablo (o ponto de vista do filme), que, a fim de fazer uma reportagem para o programa noturno “Enquanto Você Dorme”, acompanham filmando incessantemente a rotina de bombeiros, especialmente quando estes, junto com policiais, atendem a uma chamada vinda do prédio. Tudo muito banal, até que um dos policiais sofre um ataque de uma moradora enlouquecida: uma mordida, que transmite uma infecção capaz de tornar a vítima em zumbi raivoso. Logo em seguida, sem maiores explicações, o prédio é isolado pelas autoridades sanitárias, e os bombeiros, moradores, policiais e, principalmente, Angela e o cinegrafista, sem nunca deixar de registrar o que se passa lá dentro, são impedidos de sair. A cada nova mordida, claro, a epidemia se espalha, numa sangria desatada. Sem muita enrolação, começa então um sobe-e-desce de escadas, em momentos de gelar a espinha, neste filme enxuto, que aproveita muito bem os exíguos espaços em que o terror, solerte, se imiscui em cada canto ou apartamento escuro e se revela numa abrupta virada de câmera, até o final arrepiante, que ainda consegue encaixar a tradicional rivalidade entre portugueses (“Medeiros”, hehehe) e espanhóis e evocar mais uma vez, ainda que brevemente, um certo misticismo religioso comum às duas nações. Pena que os americanos, para estragar tudo, como andam fazendo com os terrores asiáticos, já o estejam refilmando como Quarantine...

11 comentários:

André Renato disse...

Quero muito ver esse filme! Quando é que vai estrear por aqui? Acho que vou baixar logo...

Isabela disse...

Olha, a principio nao tinha muito interesse nesse filme, mesmo porque nao sou uma grande fã do genero sustos, mas quem sabe agora nao dou uma chance.

cineresenhas disse...

David, desculpe pela ausência de semanas por aqui.

Como gosto bastante do gênero, provavelmente não deixarei de ver "[REC]" numa futura oportunidade. E parece que finalmente os diretores Jaume Balagueró e Paco Plaza foram reconhecidos mundialmente, vendo que ambos tem muito talento, mesmo com a irregularidade de suas fitas.

Ótima semana.

chuckmilk® disse...

Vamos lançar um campanha divulgando e incentivando a leitura desse Blog?
Não frequento, mas gosto muito do conteúdo. Um abraço, David!

Ailton disse...

David, sabe dizer se o filme vai passar nos cinemas? Se não demorar muito, eu até adio e deixo pra ver na telona. Mas acho que não vou esperar tanto assim, com o divx do filme em casa. Aliás, vc viu em divx mesmo, right?

Lorde David disse...

André, li seu texto sobre o filme no blog. Muito bom, pra variar. Um abraço.

Isabela vale a pena ver. Tive que dar umas voltas depois para baixar a adrenalina, hehehe. Um beijo.

Oi, Alex, no problem. Quanto ao filme, acho que Balagueró e Plaza só funcionam bem juntos. Não curto tanto assim Roma Santa ou A Sétima Vítima, embora este último seja um bom filme.

Charles, continue visitando. Você, seus colegas da Saviezza, everybody around the world, mesmo que eu dê um tempo por aqui.

Não sei se vai passar nos cinemas, Ailton. Tenho as minhas dúvidas, principalmente depois de o fracasso de O Orfanato por aqui. E vi em DivX, sim, ando recorrendo cada vez mais à baixaria, hehehe.

Daniel The Walrus disse...

Pois eu estou é baixando logo, just in case...

JoJosho disse...

See Please Here

cineresenhas disse...

David, de Paco Plaza conferi somente "Romasanta - A Casa da Besta", enquanto de Jaume Balagueró conferi, além de "A Sétima Vítima", "A Seita" e "Maldição" (do qual é roteirista). São diretores que trabalham com bons roteiros e sabem desenvolver boas ambientações. Só falta pulso forte para conduzir a história. Vamos ver se com "[REC]" as coisas dão certo.

Alex Gonçalves
www.cineresenhas.wordpress.com

Lorde David disse...

Parece que os dois já tinham feito juntos um documentário, se não me engano. E não conhecia esses outros do Balagueró, Alex. Vou procurar. Gosto do clima de A Sétima Vítima, apesar da história e da ambientação serem um tanto batidas. Um abraço.

Daniel, só baixando mesmo para ver esses filmes de terror mais interessantes, como este e O Nevoeiro, enquanto que no cinemaa gente tem que engolir nulidades como O Olho do Mal, Uma Chamada Perdida e Imagens do Além. Bleargh!

Chico disse...

Eu acho o filme feito com muita eficiência, mas acho que por parecer demais com muitas coisa recente, o impacto que ele deveria ter se perde um pouco.