domingo, abril 06, 2008

Charlton Heston (1924-2008)



Ou El Cid, Ben-Hur, Michelangelo, Moisés... Mais do que o Senhor da Guerra, o Senhor do CinemaScope e do Technicolor.

4 comentários:

Ailton disse...

Lembrei agora de uma cena de PLANETA DOS MACACOS (o original), na qual o personagem de Heston tira a barba e uma macaquinha que havia se interessado por ele diz que achava ele melhor antes, barbudo. heheheh

Daniel The Walrus disse...

Tá bonitão nessa foto aí o sr. falecido Heston...

Pena q na vida real tenha sido uma merda

Lorde David disse...

Daniel, pense nele como um homem, de acordo com o que dizia Marlene Dietrich para o próprio Heston sobre o personagem corrupto de Welles no final antológico de A Marca da Maldade. "Afinal, o que importa o resto"...

Ailton, curto da cena de ele e o Stephen Boyd comparando as lanças logo no começo de Ben-Hur, cena aliás que abre o ótimo documentário O Celulóide Secreto, sobre o homossexualismo velado em Hollywood. Não que haja alguma coisa de errado com isso, hehehe.

Daniel The Walrus disse...

É, mas fica muito mais fácil com ela dizendo isso sobre o monstro sagrado q é o Welles, não Heston.

Eu perdoaria todos os pecados do Heston, se ele fosse o ator E cineasta q Welles foi.