quinta-feira, julho 31, 2008

Batman – O Cavaleiro das Trevas

(The Dark Knight, EUA, 2008)



Batman (re)começa. Desta vez, sem traumas de infância, manjadas filosofias de superação do tipo "cair, para depois se levantar" ou qualquer princípio excessivamente explicativo presente do início ao fim no primeiro (e superestimado) filme da retomada do noturno justiceiro mascarado. Tudo cedendo lugar à ação e às intrigas políticas num contexto mais realista, muitas vezes em plena luz do dia, neste eletrizante embate com ares de tragédia grega (daí a onipresença das máscaras e de mascarados) entre o Cavaleiro das Trevas (Christian Bale) e seu arqui-sorridente inimigo Coringa (uma das derradeiras performances do excepcional Heath Ledger) – que literalmente mergulha Gotham City no caos –, sustentado por um elenco de peso (com destaque para Aaron Eckhart como Harvey Dent/Duas Caras e Gary Oldman retornando como o inspetor tornado comissário Gordon), aqui bem mais aproveitado em ótimas subtramas que conferem a necessária dramaticidade ao conjunto da narrativa, mesmo que o diretor e co-roteirista Christopher Nolan atropele um tantinho as coisas com a sua costumeira e atabalhoada edição em algumas cenas e a mania de querer impor um ar sério e exageradamente grave a tudo – a começar pelo risível tom de voz do Batman. Mesmo assim, simplesmente o blockbuster do ano!

4 comentários:

Tula disse...

É mesmo o blockbuster do ano (até agora. Seu texto está ótimo, você nem falou muito de Heath Ledger o que é bom. Ele foi ótimo como Coringa mas só ver falando dele enche...

Bjsss....

Alex Gonçalves disse...

David, como vai?

Apesar do Coringa (para a minha surpresa, o ator realmente arrebentou como andaram anunciando), "Batman - O Cavaleiro das Trevas" é só OK. A primeira aventura realmente é uma coisa superestimada e essa celebrada sequência vence em todos os aspectos. Mas realmente existe muitas coisas ali que Christopher Nolan poderia dar uma polida melhor (o destino do Duas Caras é lastimável de tão mal concebível).

Excelente semana!

Daniel The Walrus disse...

"explicativo presente do início ao fim no primeiro (e superestimado) filme da retomada do noturno"

Bota superestimado nisso...

Agora Dark Knight é realmente deo utra estripe. Parece mesmo um filme do Michael Mann.

1nefi1322 disse...

Ei! Te dediquei um prêmio no meu blog.
Abraço!