domingo, junho 22, 2014

Lei de Godwin

E lá vai o Inácio Araújo outra vez, em seu blog, associar qualquer manifestação, vaia, ofensa, crítica ou que seja ao nazismo, nesse período de Copa do Mundo, encerrando o texto com o tão decantado e incompreendido conceito de "banalidade do mal". Essa gente (José Trajano, Pablo Villaça, Bruno Ribeiro, Flávio Gomes, José de Abreu, Mino Carta, Jânio de Freitas et caterva) que se crê iluminada no twitter, "progressista" na blogosfera e iluminista na mídia tradicional há tempos já perdeu qualquer senso de ridículo. Pobre Hannah Arendt!

Sem comentários: